Confira ações para aquecer as vendas durante o fechamento do comércio

Confira ações para aquecer as vendas durante o fechamento do comércio

Em época de pandemia, alcançar bons resultados nas vendas pode se tornar uma tarefa menos árdua com estratégicas para superar cenários críticos

A luz no fim do túnel está cada vez mais próxima. Mas, enquanto a vacinação em massa não começa no Brasil, muitas cidades estão sendo obrigadas a voltar à fase zero do distanciamento social para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19).  Em Belo Horizonte não foi diferente. Desde o dia 11 de janeiro, somente os serviços essenciais podem funcionar na capital, algo que se repete em diversas cidades mineiras em função da onda vermelha do programa “Minas Consciente”.

Mesmo as empresas com boa estrutura de vendas on-line sofreram o impacto da paralisação das atividades econômicas. Por ser mais próximo ao consumidor final, o setor do comércio de bens, serviços, turismo é o mais afetado pela pandemia. Mas, mesmo com os estabelecimentos fechados, é possível movimentar as vendas. Para ajudar sua empresa, separamos algumas dicas. Continue a leitura e conheça!

Redes sociais e e-commerce

Neste momento de pandemia, as compras pela internet são a principal alternativa para minimizar perdas. Seja por meio das redes sociais ou por comércio eletrônico (e-commerce), você deve oferecer fotos dos seus produtos ou serviços, negociar preços, oferecer formas de pagamento on-line, podendo, inclusive, entregar a compra do seu cliente em casa.

Marketplaces

As vendas por markeplace são ainda pouco conhecidas, embora esses sites recebam altíssimos volumes de acessos. Mercado Livre, Americanas, Magazine Luiza e Amazon são alguns exemplos de marketplaces de destaque. Vender por meio desses sites é uma excelente forma de expandir a visibilidade para os negócios que desejam ‘aparecer’ na web, atrair mais clientes e aumentar o faturamento. Além disso, as plataformas possuem baixo custo operacional.

Marketing digital

Além das redes sociais e do marketplace, aprenda também como vender pelo WhatsApp, fazer anúncios no GoogleAds e utilizar outras tantas ferramentas que o marketing digital oferece. Se você não tiver conhecimento técnico, procure um profissional capacitado para ajuda-lo nesta tarefa.

Telefone fixo

Se a essa altura sua empresa ainda não se familiariza com a internet, não desanime. Com a telefonia fixa, seu cliente pode escolher o produto ou serviço que desejar. Embora não tenha a mesma experiência de uma loja física, durante o atendimento, seja descritivo, ágil e persuasivo. Assim que ele fizer sua escolha, providencie a entrega e o recebimento da venda, ação que poderá ser feita por um motoboy na residência do cliente, com todos os cuidados de higiene.

Datas especiais

Outra estratégia para movimentar as vendas nesse período de menor circulação de pessoas é aproveitar as datas especiais do comércio. Não pense somente nos eventos tradicionais, como Páscoa e Dia das Mães. Use a sua criatividade para encontrar datas que tem a ver com o seu negócio e que poderão render mais engajamento com seu público e mais vendas.

A Fecomércio MG preparou um calendário de datas importantes para o comércio que pode servir de guia para a sua empresa. Clique aqui e faça o download gratuitamente.

Seja visto

Se você possui uma loja física, deixe claro para seus clientes como eles podem encontrá-lo. Para isso, fixe um informativo na porta do seu negócio com os seus perfis nas redes sociais e números de telefone, principalmente se for WhatsApp.

Serviço de entrega

Na pandemia, de maneira rápida, os anúncios de delivery se proliferaram. Sendo assim, providencie este serviço em sua loja e acompanhe a tendência do mercado. De nada adianta realizar a venda se você não tiver como entregá-la.

Além dessas sete dicas, separamos outras quatro sugestões para ajudar sua empresa a movimentar as vendas com o comércio fechado:

  1. Anuncie em rádios ou jornais locais (inclusive jornais de bairro)
  2. Envie e-mail marketing
  3. Crie ofertas, brindes e prêmios
  4. Pense em programas de indicação

Mesmo diante de tantas transformações motivadas pela pandemia, sabemos que, muitas vezes, o atendimento virtual não se compara ao trabalho de ‘porta aberta’. Sendo assim, reveja as ideias que sugerimos, avalie quais devem ser prioridades para o seu negócio neste momento e comece a planejá-las o quanto antes.

Se você gostou e considera nosso conteúdo útil, compartilhe em suas redes sociais e faça com que ele chegue a outras pessoas. Até a próxima!

Deixe uma resposta